A cor dos olhos em humanos

Esta página está em construção !

A abordagem da ciência moderna

Fenotipos

   A herança da cor dos olhos é um assunto que desperta bastante o interesse das pessoas em qualquer idade. Por estarem em uma posição de evidência, o aspecto geral dos olhos constitui-se de características muito valorizadas em todas as culturas.

   A ciência tradicional abordava o tema da cor da íris como uma herança mendeliana condicionada por um único par de alelos. Já a ciência moderna identificou a cor da íris como fruto de uma herança poligênica. Mesmo assim, muitos professores e pais que ensinam continuaram a tratar o assunto de forma tradicional, uma vez que a herança poligênica dificulta uma explicação linear mais simples sobre o caso, o que por sua vez dificulta tanto a abordagem quanto a apreensão em sala de aula ou em casa.

   No entanto, existem muitas outras características que serviriam bem aos interesses em sala de aula e no ensino doméstico para apreensão do conteúdo sobre recessividade e dominância simples entre alelos.

   A abordagem didática da ciência moderna é uma abordagem também simplificada, mas em que a herança é tratada como um caso de interação gênica entre dois pares de alelos:

  • Um gene HERC2 com alelos “B” para Brown (cor de castanha) e “b” para Blue (cor azul);
  • Um gene GEY com alelos “G” para Green (cor verde) e “g” para o alelo recessivo desse gene.

Os genótipos e fenótipos para essa relação gênica são os seguintes:

genótipos e Fenótipos

A relação entre os alelos dos dois genes é uma relação de epistasia. A epistasia é dominante para o alelo “B” do gene HERC2, pois ele inibe a manifestação dos alelos do gene GEY (“G” e “g”). Por sua vez, a epistasia é dominante para o alelo “G” do gene GEY, pois ele inibe a manifestação do alelo “b” do gene HERC2.

 

Frequência gênica versus frequência fenotípica

A partir da análise do exposto no tópico anterior, é fácil chegar à conclusão de que existem 6 genótipos possíveis para a característica olhos castanhos, 2 genótipos possíveis para a característica olhos verdes e apenas um genótipo para a característica olhos azuis.

Equivocado seria, no entanto, concluir a partir do que foi exposto que, em populações humanas, a característica olhos castanhos é a mais frequente, a característica olhos verdes a menos frequente e a característica olhos azuis ainda menos frequente. Não é possível a partir do que foi exposto chegar a essa conclusão!

A relação de recessividade e dominância entre dois alelos ou epistática entre pares de genes não diz absolutamente nada sobre a frequência das características em si (fenótipos).

Para conhecer a frequência com que uma característica ocorre em dada população, é necessário conhecer a frequência dos alelos e não a relação entre eles.

De facto, dados censuais mostram que a característica olhos castanhos é a mais frequente em populações humanas, a característica olhos azuis a segunda mais frequente e a característica olhos verdes é rara em todas as populações. Mas isso devido à frequência dos alelos e não devido à relação entre eles.

Por exemplo, a característica “lóbulo da orelha solto” (36% da população mundial) é condicionada por um alelo recessivo e a característica “lóbulo da orelha aderido” (64% da população mundial) é condicionada por um alelo dominante.

Olhos azuis

6676f1d4416dbef070f65316a363a745

Indivíduos com olhos azuis são considerados doces, amáveis e sensuais. Os olhos são azuis devido a quantidades muito baixas de melanina no estroma da íris.

De acordo com Hans Eiberg do Departamento de Medicina Celular e Molecular da Universidade de Copenhagen “Originalmente, todos nós tínhamos olhos castanhos” (para se ter uma ideia, os olhos azuis surgem cerca de 10.000 anos atrás; a cerâmica mais antiga data de 20.000 anos).  

Uma mutação afetou o chamado gene OCA2, que está envolvido na produção de melanina, o pigmento que dá cor ao cabelo, os nossos olhos e pele.

“Uma mutação genética que afeta o gene OCA2 em nossos cromossomos, resultando na criação de um” interruptor “, que literalmente” desligou “a capacidade de produzir olhos castanhos”, disse Hans.

O interruptor genético localiza-se no gene adjacente ao OCA2 e ao invés de desligar completamente o gene, o interruptor limita a sua ação, o que reduz a produção de melanina na íris. Com efeito, o interruptor desligado dilui os olhos castanhos para azuis.

Se o gene OCA2 tivesse sido completamente desligado, os nossos cabelos, olhos e pele teriam muito pouca Melanina, uma condição conhecida como albinismo.

Eiberg e sua equipe examinaram o DNA das mitocôndrias, estruturas (organelas) produtoras de energia nas células, dos indivíduos de olhos azuis em países como Jordânia, Dinamarca e Turquia. Este material genético vem de fêmeas, para que possam ser traçadas linhagens maternas.

Ele estudou especificamente a sequência de DNA no gene OCA2 e a mutação genética associada à baixa produção de melanina.

Ao longo de várias gerações, os segmentos de DNA ancestral são embaralhados para que as pessoas tenham diferentes sequências. Alguns desses segmentos, no entanto, que não foram reformulados são chamados de haplótipos. Se um grupo de indivíduos compartilha haplótipos longos, isso significa que a sequência surgiu há relativamente pouco tempo em nossos antepassados humanos. A sequência de DNA não teve tempo suficiente para se misturar.

Esse estudo mostra que todas as pessoas com olhos azuis, tanto na Dinamarca quanto na Jordânia, têm esse mesmo haplótipo. Todos eles têm exatamente as mesmas mudanças genéticas relacionadas esta uma mutação.

Indivíduos com olhos castanhos têm considerável variação individual na área do seu DNA que controla a produção de melanina. Mas eles descobriram que os indivíduos de olhos azuis têm apenas um pequeno grau de variação na quantidade de melanina nos olhos deles.

Hans Eiberg disse à LiveScience:

(http://www.livescience.com/9578-common-ancestor-blue-eyes.html)

“… pode-se concluir que todos os indivíduos de olhos azuis estão ligados a um mesmo ancestral”. “Todos eles herdaram a mesma mutação, exatamente no mesmo ponto em seu DNA.” Eiberg e seus colegas detalharam seu estudo na revista Human Genetics.

Esse interruptor genético de alguma forma se espalhou pela Europa e agora outras partes do mundo.

“A questão realmente é: ‘Por que nós partimos de um ponto em que ninguém na Terra tinha olhos azuis há 10 mil anos atrás, para ter 20 ou 40 por cento dos europeus com olhos azuis agora?” Hawks disse. “Esse gene faz algo bom para as pessoas. Isso os faz ter mais filhos.”

Outros cientistas partem do estudo que constatou que “homens de olhos azuis preferem mulheres de olhos azuis¹ para lançar a hipótese de que a cor dos olhos pode ter funcionado como um indicador de paternidade e não só que mulheres com olhos claros sejam mais férteis.

Ao se reproduzir com uma mulher de olhos azuis, um homem também de olhos azuis poderia ter maior certeza de que seus filhos fossem realmente seus. Os estudos mostram que os homens com olhos castanhos são indiferentes em relação a cor dos olhos da parceira (em países europeus, já em países de tradição colonialista isso pode se dar de forma diferente hoje em dia devido ao racismo).

As pesquisas¹ mostram que quanto mais escura a cor dos olhos, mais luz é absorvida como ondas de luz que passam através do olho, e menos luz está disponível para refletir no interior do olho. A reflexão da luz (dispersão) dentro do olho pode causar susceptibilidade ao brilho (exemplo Sol ou faróis) e ao mau discernimento de contrastes. Assim, parece que as pessoas com olhos escuros podem ter uma melhor visão em situações de alto-brilho – talvez isso os torne melhores condutores à noite, por exemplo.

A cor dos olhos também pode afetar a visão de cores. Aqui parece que os olhos claros podem oferecer algumas vantagens, já que neles a reflexão da luz que entra no olho é maior e, consequente, a capacidade de distinção entre cores melhor .

De acordo com The New York Times:

http://www.nytimes.com/2006/10/18/world/americas/18iht-web.1018eyes.3199975.html?_r=4&#038

Olhos azuis são cada vez mais raros nos Estado Unidos. Cerca de metade das pessoas nascidas nos EUA na virada do século 20 tinha olhos azuis, de acordo com um estudo da Universidade Loyola de 2002, em Chicago. Em meados do século, esse número caiu para um terço. Hoje, apenas cerca de um 1 em cada 6 estado-unidenses têm olhos azuis, disse Mark Grant, o epidemiologista que conduziu o estudo.

Isso se deve principalmente a padrões de imigração (os EUA recebeu um número bastante grande de imigrantes latinos e asiáticos) e casamentos miscigenados. Um século atrás, 80 % das pessoas que se casavam dentro de seu grupo étnico, disse Grant. Olhos azuis – um traço geneticamente recessivo – foram rotineiramente transmitidos, especialmente entre as pessoas de ascendência Inglesa, irlandesa, e do Norte da Europa.

Em meados do século, o nível de educação de uma pessoa – e não sua etnia – tornou-se o principal fator na escolha de um cônjuge. Como o casamento entre grupos étnicos se tornou a norma nos EUA, olhos azuis começaram a desaparecer, substituídos pelos castanhos.

Com a exceção de um aumento do risco de degeneração macular (olhos azuis estão em maior risco), a cor dos olhos não indica quase nada. Os meninos têm de 3 % a 5 % mais probabilidade de ter os olhos azuis do que as meninas, mas  em relação às implicações culturais a história é outra.

A preferência por peles claras e olhos azuis remete à Europa até, pelo menos, a Idade Média², de acordo com Hema Sundaram, autora de “Face Value”, um livro sobre a história da beleza. Para as mulheres, em particular, especialmente os de ascendência europeia, pele clara e olhos claros têm sido vistos como indicadores de fertilidade e beleza.

A Estônia é um país com o maior percentual de pessoas com olhos azuis, com quase 98% de pessoas com essa caraterística. Países do norte europeu como Noruega, Suécia, Finlândia, Dinamarca, Islândia possuem uma grande população com olhos claros, com quase 90% (verde, cinza e azul). Outros países como Holanda, Escócia e Alemanha possuem uma grande proporção também: a Irlanda possui localidades em que 55% das pessoas possuem olhos azuis; nos Países Baixos, cerca de 80% dos habitantes têm olhos verdes ou azuis; a Alemanha (especialmente a parte norte do país) segue com quase 70% com cores mais claras de olho.

O gráfico abaixo mostra os percentuais aproximados entre as populações europeias:

europe_light_eyes_map_by_arminius1871-d4bh3vy

A coloração azul é mais frequente em países europeus e de forte imigração europeia, como Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia, Canadá, Argentina. Mas na maior parte do mundo essa característica é rara, restringindo-se a apenas 2% ou menos da população.

Populações de África e Ásia podem conter pessoas com olhos azuis nativamente (sem miscigenação com populações europeias). Mas isso é realmente muito raro, a maioria das pessoas com olhos claros nessas populações só apresentam essa caraterística devido à miscigenação.

  • ² Sabe-se pela história das culturas antigas, que a preferência por peles claras remete a um período anterior, pelo menos até a Grécia antiga. Na antiga Roma a pele clara era sinônimo de distinção social (e era exibida nos banhos públicos, locais em que a distinção entre classes se dava predominantemente pela cor da pele). A autora cita aí a preferência pelas duas caraterísticas juntas (olhos claros e olhos azuis). Antes disso o padrão de beleza nas civilizações mais antigas estava relacionado à pele negra, é o padrão núbio, predominante no antigo Egito. No entanto, o autor desse blog não possui informações respeitantes à civilização chinesa, aquela que pode ter sido tão antiga em relação à preferência por peles claras quanto os povos da Europa. Já a preferência por olhos claros certamente é bem anterior entre os povos do norte da Europa.

Olhos Cinza

O frio e gélido olhar de quem tem olhos de cor cinza pode ser encontrado principalmente no Norte e Leste da Europa. Em todas as outras regiões do mundo essa é uma das cores mais raras que existem, sendo difícil de encontrar mesmo em países como EUA e Oeste e Sul da Europa.

Olhos cinza possuem uma quantidade ainda menor de melanina que os olhos azuis e uma baixa densidade de proteínas pressentes no estroma da íris, mas não o suficiente para deixar ver a cor vermelha do sangue que percorre os capilares logo abaixo do estroma, dando a ilusão da cor de cinzas.

Olhos Violeta, Rosa e Vermelhos 

blue_eyed_boy_by_demonoftheheavens-d5zjd2l

Olhos violeta.

Uma quantidade ínfima de pigmento melanina no estroma leva a tonalidades que vão do violeta ao vermelho, passando pelo rosa.

Uma quantidade quase inexistente de melanina permite a visão do sangue nos capilares sob o estroma, o que dá a impressão de uma cor violeta.

Se não houver melanina no estroma, os olhos parecerão vermelhos ou rosa a depender da luz.  Essa condição está associada a algum nível de albinismo.

Olhos Castanhos

cbd02ab6fd05433b5db778ca4e4eb295

Olhos castanhos

Em países do norte da Europa, EUA, Canadá e Austrália, onde há muitas pessoas com olhos claros, pessoas de olhos castanhos são muitas vezes consideradas como inteligentes, confiáveis e calorosas. Talvez por causa da aparência mais sóbria e intensa dos tons marrons.

v67eLc3GtqVt

Castanhas portuguesas: a cor mais recorrente para os olhos no mundo. A cor das castanhas é a cor dos olhos castanhos sob condições normais de luminosidade.

A cor castanha é determinada pela muito alta concentração de melanina no estroma. Em muitas regiões do mundo, a cor marrom é a única cor de íris presente nos olhos das pessoas. O percentual de olhos castanho-escuros é maior em populações do leste da Ásia, Sudeste da Ásia, Ásia Ocidental, Oceania, África, bem como na América (o continente). A porcentagem de olhos castanho-claros é mais comum em populações do Irã, Iraque, Afeganistão, Paquistão, Oriente Médio, bem como em toda Europa.

Muita vez, olhos castanho-claros são considerados como “cor de mel” (“honey eyes”), o que pode causar uma certa confusão com olhos âmbar. Mesmo de uma tonalidade mais clara, olhos castanhos são sempre mais escuros que olhos âmbar.

Olhos Verdes

3040321662_71a8f6a0e4

Olhos verdes.

Apenas 1% ou 2% de toda a população humana tem olhos verdes. A característica olhos verdes é dominante sobre a característica olho azul, no entanto a frequência dos genes para olhos verdes é menor, ou seja, há poucas pessoas que carregam os genes responsáveis por olhos verdes.

Cientistas suspeitam que exista uma relação entre o cabelos ruivos e a cor verde dos olhos. Parece que há uma alta correlação entre essas duas características humanas. O que pode haver é que os genes que contribuem para a cor verde dos olhos estejam em um Locus Gênico (posição no cromossomo) próxima aos genes que condicionam a cor ruiva aos cabelos. Isso significa que as taxas de recombinação podem ser pequenas e, por isso, as chances de, por exemplo, um filho de um pai ruivo de olhos verdes nascer com uma, mas não as duas características, é pequena.

A cor ruiva dos cabelos é bastante rara também (e recessiva). Apenas 1 – 2% de toda a população humana tem o cabelo naturalmente ruivo.

Há também a suspeita de que a cor verde dos olhos seja mais frequente em mulheres do que em homens, mas ainda não há estudos decisivos a esse respeito.

Green eyes 02

Olhos verdes com cor sólida.

A combinação cabelos ruivos e olhos azuis é a mais rara

e16ee63949308d95a748d0d3b7f05160

É realmente muito raro uma pessoa possuir essas três características ao mesmo tempo: homem, cabelos ruivos e olhos verdes. No entanto, a combinação cabelos ruivos e olhos azuis é a mais rara para ambos os sexos.

A cor verde dos olhos resulta da presença em olhos azuis de um pigmento amarelado denominado Feomelanina (também conhecido como Lipocromo). A cor verde dos olhos é a mais variável entre todas as cores e a presença de Feomelanina dá origem a outras duas cores de olhos: avelã e âmbar (ocre).

O segredo dessa variação pode entendido da seguinte forma: a íris pode ser dividida em duas secções: a parte interna de músculos e a parte externa. A secção interna apresenta-se em qualquer cor de olho como a mais pigmentada. A secção externa é um pouco mais clara que a interna.

Se a feomelanina se acumula em pouca quantidade em toda a região da íris, os olhos serão de um tom verde claro que surge da mistura entre o tom azul devido a pouca melanina e de um tom amarelado devido a pouca feomelanina. Quanto mais feomelanina para um mesmo tom de azul “original” muito claro, mais “neon” os olhos irão parecer. Se tom azul “original” tiver pouca melanina e puxar mais para o violeta, o verde resultante será mais intenso.

É comum que a feomelanina se acumule em grande quantidade na secção interna de músculos da íris, mas não na secção externa. Isso resulta em olhos intensamente avelã no centro e verdes na secção externa (chamados olhos avelã-esverdeados ou “hazel eyes”).

Se a deposição de feomelanina for intensa em todo o olho, o resultado será uma cor avelã ou ocre (popularmente chamados em algumas regiões e olhos cor de mel ou amarelos).

A grande quantidade de melanina dos olhos castanhos não permite que se veja a deposição de feomelanina, exceto nas secções externas da íris de olhos castanhos muito claros (o que é relativamente incomum).

Âmbar

dc8b772fe2705eb1803e02163469978e

Olhos cor âmbar não-sólidos (com vários tons de de âmbar misturados).

Olhos da cor do âmbar são muito raros em qualquer parte do mundo. É possível encontrar pessoas com essa cor de olhos na região dos Bálcãs, principalmente Hungria, no oriente médio e nordeste do Brasil, principalmente do Ceará à Paraíba.

A cor do âmbar pode ou não ser sólida, ou seja, os olhos podem apresentar um único tom ou qualquer um dos tons do âmbar, que vão do vermelho-alaranjado até o amarelo claro passando pelo laranja-amarelado.

Âmbar art

Artefactos em âmbar mostram a variedade de tons desse material.

No Brasil, quando são amarelados, recebem o nome de “olhos cor de mel” (embora na maior parte do mundo olhos castanho-claros também possam ser assim chamados), já quando são vermelho-alaranjado podem receber outros nomes a depender da região.

Ambereye

Olhos âmbar. Fonte: bronze_dragonrider200’s Bucket

Os olhos âmbar se diferenciam dos olhos avelã (castanho-esverdeados) por não apresentarem tons de verde em sua composição.

8884639ec69c86965e056ef9553ca4a4

A imagem mostra olhos em que a cor predominante é o âmbar vermelho-alaranjado. O tom avermelhado e o facto de a cor não ser sólida é o que distingue esse tom de âmbar de olhos castanho claros.

Heterocromias

Olhos castanho-esverdeados (Avelã ou “hazel eyes”)

251b33d727dca43973d33e0eba9f9a3f

“Hazel eyes”

Os olhos cor de avelã ou castanho-esverdeados apresentam como característica principal a cor esverdeada na secção externa da íris e vários tons mais escuros na secção interna. Os tons mais escuros podem ir da cor das avelãs até um tom castanho claro.

Constituem um tipo de heterocromia, pois a íris apresenta uma mistura de várias cores diferentes em vários pontos distintos.

Os olhos avelã se diferenciam dos olhos âmbar por apresentarem tons de verde ou azul em certas regiões e tons de âmbar ou castanho em outras regiões.

the-most-rare-eye-color_4

A cor avelã propriamente dita se mantém apenas em alguns pontos da íris, sendo a secção interna predominantemente castanha e a externa colorida em tons de verde, azul e avelã.

 Tabela Simplificada de Cores

Olhos violeta: quantidade mínima de melanina (sem  feomelanina);

Olhos Azuis: quantidade baixa ou muito baixa de melanina (sem  feomelanina);

Olhos Cinza: quantidade baixa de melanina (sem  feomelanina);

Olhos verde-claros: quantidade baixa ou muito baixa de melanina + quantidade moderada de feomelanina;

Olhos azul-esverdeados: quantidade baixa ou muito baixa de melanina + quantidade moderada de feomelanina;

Olhos verde-amarelados: quantidade baixa ou muito baixa de melanina + quantidade alta ou muito alta de feomelanina;

Olhos verde-escuros: quantidade moderada de melanina + quantidade moderada de feomelanina;

Olhos Âmbar: quantidade moderada ou baixa de melanina + quantidade muito alta de feomelanina;

Olhos castanho-esverdeados: quantidade alta de melanina + quantidade moderada de feomelanina;

Olhos Castanhos: quantidade alta ou muito alta de melanina (sem  feomelanina).

Anúncios

119 pensamentos sobre “A cor dos olhos em humanos

  1. Meu marido tem olhos castanhos solidos, cor de chocolate. Eu, olhos avelã. Meu pai, idem. Minha mãe é descendente germânica, assim como o pai dele, e ambos tem olhos azuis-esverdeados. A mãe dele é dona de olhos castanhos. Tenho um irmão e ele é avelã, e uma filha minha é castanho, igual ao pai dela. Tenho uma segunda filha agora e gostaria muito que seus olhos fossem mais claros, qual é a probabilidade?

    Curtir

    • Pelo que eu entendi, sua primeira filha é fruto de uma relação anterior. Olha, muitos geneticistas me xingariam agora (aliás como já fizeram, porque eles diriam que não é possível saber, porque a herança é poligênica etc etc etc….). Sim, eles têm razão, mas eu chutaria 25% castanhos, 50% avelã (algum grau de castanho esverdeado/azulado) como os seus e 25% azuis (azul esverdeado….). Pela minha experiência !

      Curtir

  2. Tenho olhos avelãs, dependendo eles ficam castanho claro perto da pupila e verdes com alguns pontos amarelados de castanho mais claro, as vezes ele fica com uma aparência de castanho perto da pupila e cinza esverdeados nas bordas.

    Curtir

  3. Parabéns pela matéria!
    Tenho uma curiosidade quanto a probabilidade da cor de olhos dos meus futuros filhos. Uma vez que meus olhos são avelã e os do meu marido âmbar.
    Meu pai tem olhos verdes azulados e meu sogro exatamente da mesma cor. Os pais do meu pai: o pai olhos azuis e a mãe olhos verdes.
    Minha sogra olhos âmbar e minha mãe castanhos. O pai da minha castanho e a mãe azul.
    Tenho uma irmã de olhos castanhos e meu marido tem 2 irmãos de olhos âmbar e uma sobrinha de olho azul.
    Maior mistura, não tenho noção do que pode sair. Gostaria só de ter uma ideia por curiosidade.
    Obrigada!

    Curtir

  4. Como se chama a cor dos meus olhos??ele é um pouco verde e mais azul no inverno ele azul no outono e
    Ele é um pouco azul e mais verde no verão e verde na primaver

    Curtir

  5. Olá! Gostei muito do artigo, só fiquei com dúvida sobre a diferença entre castanho claro e cor de âmbar (que era justamente o que eu estava procurado). Porque eu sempre achei que os meus olhos são castanho claro. Mas aí me disseram que meus olhos na verdade são “cor de mel” ou de âmbar. Sob uma iluminação média e a uma certa distância, o meu olho parece um castanho claro normal. Mas se eu olhar contra a luz do sol, ele fica bastante claro e num tom amarelado ou dourado. Aí fiquei na dúvida. Afinal, o meu olho é castanho claro ou âmbar? Poderia me ajudar? Agradeço desde já, abraço!!!

    https://drive.google.com/open?id=1U2piYNLeAlArMl2teQmuYvB7zPSopsfD

    Curtir

    • Fabrício, seus olhos certamente não são castanhos. Claro, em países como o Brasil, em que não há uma designação específica para essa cor de olhos, muita gente os considera “castanhos claros” ou “cor de mel”, mas é bom lembrar que os genótipos são diferentes.

      Curtir

  6. Na minha família materna aconteu algo muito engraçado, minha vó e meu vô tem olhos escuros , e 2 dos 9 filhos nasceram com olhos verdes , esses dois que tem olhos verdes tiveram filhos , todos os filhos tiveram olhos escuros , mas um filho dos meus avós que nasceu com olhos escuros quase preto , o filho nasceu com olhos verdes , e o filho dele é negro .. bem curioso ne , então mesmo eu tendo os escuros , o meu filho pode nascer com olhos verdes por causa dessa herança genética no DNA (Meus olhos são ambar)

    Curtir

  7. Meu nome é Zé e tenho olhos verdes cizentos verde/azulado avelã, minha mãe tem olhos verdes e avelã mais para o verde meu pai avelã, avô paterna avelã avôs castanho e avó materna verde/avelã 50/50 se não me engano ambas as minhas bisavós paternas tinham olhos azuis sendo uma delas cizentos e a outra azul claro /azul céu gostaria de saber se pode ocorrer misturas de cor como acontece com o meu que desacordo com a luz dieta e estado de espírito parecem ficar diferentes

    Curtir

  8. Nossa muito obrigado .
    Eu sempre pesquisei em muitos lugares para descobrir o nome do meu tipo de cor dos olhos. E sempre ficava em duvida se era avelã ou castanho Âmbar , sla.
    Hoje descobri que são cor de AVELÃ
    MUITO OBRIGADA❤

    Curtir

    • Pela foto que tu postaste, realmente, seus olhos são bem incomuns. Eu tentei ver se havia algum tom verde, mas parece que não, eles tem cor sólida a luz normal. No Brasil eles seriam cor de mel ou um castanha bem claro muito bonito. No exterior a maioria preferiria chamar de âmbar, talvez. Provavelmente por um fenómeno que nós chamamos de ruído desenvolvimental não houve a deposição de toda melanina nas células, então eles ficam com essa cor bem diferente.

      Curtido por 1 pessoa

      • Caramba, boa observação.
        Você viu todos os links, na Verdade, deu para acessa-los?
        A foto em que eu estou de camisa azul, é a principal!
        Ele em ambientes mais escuros, fica verde, e em certa distância, se quiser conferir, olha a foto do meu perfil do Facebook.
        Outrora, 1 1 da manhã…
        Ele fica bem âmbar…
        Mais, de perto ele é AQUELE TOM DA FOTOGRAFIA QUE ESTOU DE CAMISA AZUL…
        Meu Facebook, Dias S. Fernandes.
        A foto do perfil.
        Aaaa, sim, o tom esverdeado, tem um link numa foto em que estou de preto, é que não consigo postar-las…
        Não sei.
        Mas, se quiser ver mais fotos, para ter certeza… Mim avisa.
        Já pesquisei tanto e nada, quando percebi que você respondia os comentários…
        Enfim, kkkk.
        Ei, BOM TRABALHO!!
        Conte comigo no seu blog.

        Curtir

  9. Gente, estou em dúvida.
    Meu pai tem olho verde-azulado.
    Minha mãe olhos verdes-amarelados.
    Meu único irmão (que é 5 anos mais novo que eu) tem olhos verdes.
    Eu nasci com os olhos cor de mel, são Âmbar Dourado, bem dourados mesmo, com as bordas verdes, porém o dourado é predominante; fui em mais de 10 oculistas (nasci com um “dom” que faz com que eu enxergue a cor mais brilhante do que realmente é) e todos eles dizem que meus olhos são Âmbar, porém, depois que li o texto falando sobre vi que meus olhos são castanhos-esverdeados. Mas eles são diferente a foto.

    Curtir

    • O quadro de fenótipos e genótipos tenta, de forma bastante simplificada, mostrar a relação entre os genes envolvidos. Pode se dizer que a característica “olhos avelã” é recessiva em relação a característica “olhos castanhos”, mas dominante em relação a característica “olhos azuis” e outras cores mais claras.

      Curtir

  10. Oi.. Tenho os olhos “cor de mel” e meu marido os olhos azuis, nossa filha mais velha tem os olhos azuis e a caçula os olhos mais pro ambar pelo que li.. Tem quem fale que é impossível por eu ter olhos claros e ele azul de ser filha dele.. Isso procede? Eu tenho certeza que é porém sempre me questionam queria saber se já houve uma genética assim.. Obrigada

    Curtir

    • Geralmente as pessoas pegam caraterísticas determinadas por genes recessivos para restringir a paternidade. É possível excluir algum possível pai através do tipo sanguíneo, por exemplo. Mas fazer isso com a cor dos olhos é extremamente NÃO recomendável . É preciso lembrar que muitos genes diferentes (pelo menos 16 pares) participam da determinação da cor dos olhos. Muitos biólogos não aceitam qualquer “método de cálculo” da cor dos olhos. O que eu proponho aqui é uma mera simplificação didática que permite às pessoas entender melhor essa caraterística. No seu caso, eu não vejo indício algum de impossibilidade. Pode-se simplificar assim: você tem um gene para olhos azuis e outro(s) que produz essa cor de mel. Nada de errado. Seria estranho se vocês dois tivessem os olhos que têm e uma das filhas tivesse olhos castanhos (os mais comuns).

      Curtir

      • Desculpa a demora para responder…

        Pois então, antes eu estava no dilema entre âmbar e hazel (castanho-esverdeado), pois dependendo de como eu tiro a foto do meu olho, aparenta ter uma coloração verde, como se fosse um degradê na verdade (vide foto abaixo)

        https://uploaddeimagens.com.br/imagens/20190513_023202-jpg-22344f1e-b4bb-44d2-a504-19aa095c4a63

        Mas preferi acreditar que era efeito da foto, e agora eu estou entre castanho-claro e âmbar. Pois eu ainda noto alguns tons de marrom na íris, como tons de laranja também. Eu fui o único da família a ter essa cor de olhos, eu herdei diretamente dos meus tios que alguns deles tem essa mesma cor e outros que tem a íris verde também. Os olhos dos meus pais e irmãos são castanho-escuros.

        Curtir

      • Esse degradê de cores é típico dos olhos castanhos-esverdeados (hazel). Nessa foto nova é perfeita essa indefinição de cores: há tons de todo tipo, do castanho ao verde quase azulado.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s